Amantes das estradas, vamos dar as mãos 😀 .
Para qualquer overlander – termo em inglês que designa aquele que explora por terra – não tem prazer maior na vida do que ligar o carro e partir por uma rodovia qualquer.

Beleza, mas viajar de carro requer o mínimo de planejamento, seja para evitar uma roubada, economizar tempo e dinheiro ou otimizar o roteiro. Tendo isso em vista, vou falar sobre as lições que aprendemos nesses anos ao longo de nossas road trips por aí. Prepara a caneta e tome nota 😉 :

1. Primeira lição básica, desenhe o seu roteiro:

Google Maps é vida. Não tenha preguiça, defina seu ponto de partida e cada parada que deseja fazer ao longo do percurso. Deste modo vai saber exatamente qual distância precisará percorrer e quanto tempo irá levar de um ponto até outro (ou no total). Aqui em baixo o roteiro da nossa primeira road nordestina, entre Recife e Natal, com todas as paradas:

Que delícia de viagem 🙂

2. Estude o seu roteiro:

Pesquise (e muito) em blogs e fóruns se o caminho que deseja fazer é viável. Muitas vezes, apesar de constar no mapa, as vias estão interditadas ou em péssimo estado, não permitindo o tráfego com veículos sem tração, ou o contrário. Nós, por exemplo, optamos por viajar por dentro dos Pequenos Lençóis Maranhenses depois de descobrirmos em um blog que a estrada em construção já estava aberta para carros de pequeno porte, isso economizou muito quilômetros em nossa viagem 🙂 .

No Ceará de Nissan March 1.0.

3. Calcule seu gasto estimado (combustível e pedágios):

Com o roteiro em mão, faça uma estimativa de quanto irá gastar de combustível, lembre-se que o valor do litro costuma variar bastante entre um estado e outro, portanto se for fazer uma viagem para além do estado, coloque uma boa margem em cima. Para quem pensa em ir ainda mais longe, esse site mostra a média de preços do combustível ao redor do mundo.

Não se esqueça dos pedágios, que podem ser vilões do orçamento – tivemos um gasto médio com pedágio de R$340 em nossa road entre São Paulo e Foz do Iguaçu, por exemplo. Nós sempre consultamos esse site antes de pegar a estrada, é quase sempre bem preciso e atualizado.

De Mobi 1.0 pela Paraíba

4. Defina o tipo de veículo que irá precisar:

Parece bobeira, mas não é. É importante pensar qual carro atenderá melhor a necessidade da viagem que você planeja fazer. Por exemplo, um carro pequeno é mais que suficiente para um casal, mas pode ser desconfortável para uma família grande e com muita bagagem. Um veículo tipo 1.0 não será suficiente para atravessar regiões inóspitas e com terreno irregular e assim por diante.

Nossa EcoSport no barro de Campos do Jordão

5. Em caso de locação, reserve com antecedência:

Pesquisa e reserve com antecedência o veículo que irá usar, isso vai economizar tempo, dinheiro e dor de cabeça pois ao chegar na locadora o seu automóvel já estará pronto, o valor da reserva é bem inferior ao valor de balcão e você ainda vai estar sossegado sabendo que não corre risco de ficar a pé (em alta temporada é comum não encontrar unidades disponíveis nas locadoras).

Nós sempre cotamos os valores por este site, que reúne as maiores locadoras do mercado – no Brasil e no mundo – mas depois fechamos diretamente no site da locadora escolhida, para evitar tarifas extras.

4×4 necessário nos Lençóis Maranhenses

6. Realize uma inspeção no seu carro, caso vá viajar com ele:

Cheque sempre se os pneus, os faróis e os freios estão em ordem. Uma breve revisão no motor também pode evitar problemas bobos e até evitar acidentes.

7. Abasteça a dispensa antes de sair:

Leve bebida (não alcoólica, claro) e petiscos, deste modo evitará os altos preços das lojas de conveniência de beira de estrada. Parada, só para ir ao banheiro, rs!

8. Não se esqueça dos acessórios extras:

Dirigir por longas horas cansa a vista portanto não esqueça os seus óculos em casa (de grau e sol), eles são grandes aliados. Almofadas podem ser úteis em longas viagens, mas cuidado para que elas não atrapalhem a visão do motorista. Carregadores e pen drives são sempre bem vindos também.

Nosso Kazinho nas estradas de São Paulo

Ufa! Prestou a atenção em tudo?
Então agora é só relaxar e curtir a paisagem!

Não se esquece de contar, aqui nos comentários, para onde será sua próxima viagem e também acrescentar as dicas que tiver sobre o assunto 😉 .