É primavera no Brasil e as temperaturas elevadas já causam as típicas tempestades de verão. Hoje pela manhã tivemos uma delas. Estava em casa, segura em meus lençóis e abraçada com meu marido pensando em como o mundo deveria parar diante de chuvas assim, simplesmente esperando tudo voltar ao normal e deixando só o cheiro de terra molhada como recordação. Mas a vida não para e o tempo não espera, teríamos que levantar para encarar o dia mesmo que molhados.

Então me lembrei de Assunção…

Lembrei-me pelo simples fato de que choveu muito todos os dias em estivemos lá e me lembrei porque fomos até lá e porque deveria recomendar a todos uma visita ao Paraguai, agora sob um ponto de vista mais emocional. Quem tiver curiosidade, já comentamos um pouco sobre essa viagem aqui, aqui e aqui.

Os Paraguaios sabem se superar
Sabemos dos problemas sociais e econômicos do Paraguai, nem vale a pena ressaltar. O povo sofre e mesmo na capital vive em situação precária. Contudo eles possuem plena consciência política, sabem o papel do governo e onde estão sendo lesados, mas não se vitimizam por isso, saem à luta, dão um jeito de sustentar suas famílias (mesmo que com empregos informais) e seguem a vida, conscientes do seu papel. Eles são tímidos, mas acolhedores, sempre estão disponíveis a uma conversa quando o assunto é puxado. Vou me lembrar pra sempre dos paraguaios que cruzamos, com suas almas simples, suas forças de espírito e seus sorrisos discretos e sinceros.

pyg2

A Costanera, ponto de encontro dos locais e base de treino do exército.

Assunção tem personalidade própria
É a capital, sede dos três poderes, residência do presidente e da maior população urbana do país. Equilibra-se entre o velho e novo, clamando pelo desenvolvimento que já chegou aos seus vizinhos de fronteira. Modernos prédios governamentais crescem sob as ruinas das suas próprias versões anteriores, com vista para barracos de taipas que abrigam uma comunidade imensa e ao lado de prédios velhos ainda em uso, com toda arquitetura de uma época colonial. Tudo isso soa como uma ausência de personalidade, mas não, é o contrário. A cidade é essa mistura de passado e futuro, é essa vontade de olhar pra frente com pés firmes no passado.

pyg1

O novo prédio cresceu em cima do antigo.

Não custa caro se aventurar pelo país
Assunção não tem a fama de Ciudad Del Este e nem é nosso propósito falar de comprar por aqui. Somos turistas sensoriais e gastamos pouquíssimo tempo com compras, limitando-nos a aquisição de artesanato local e suvenires, sempre acompanhados de uma aula sobre a cultura local pelos próprios artesãos. Podemos apenas dizer que sim é barato turistar pela capital, comer e beber muito bem e ter acesso às atrações locais a um preço bem acessível. Hospedagem na cidade custa caro, requer planejamento e pesquisa, mas as companhias aéreas compensam a diferença ofertando trechos promocionais interessantes.

pyg4

Mais uma demonstração da face antiga da cidade.

Andar pelas ruas é o melhor programa
Adoramos nos perder pelas ruas, descobrir lugares escondidos e observar a movimentação dos locais. Assunção foi perfeita para isso, apesar da chuva. Quase toda plana, esconde parques, bares, restaurantes, referências arquitetônicas e manifestações artísticas urbanas que só podem se apreciadas por aqueles que se aventuram a se perder. Foi andando sem rumo que entramos nessa padaria aqui, cujo cheiro dos pães atravessa a esquina e foi andando sem rumo que descobrimos esse bar aqui, onde assistimos o final da Champions League ao lado de grupos animados de torcedores e entusiastas, momentos que nunca vamos esquecer.

pyg3

O Palácio de Los López vista pela Costanera.

Então é essa a nossa dica de hoje, vá ao Paraguai porque é um destino turístico pouco explorado e porque lá tem gente com alma e estória pra contar, tem comida boa e cerveja gelada com bons preços e porque o país deseja ser visto e lembrado pelo que é e não pelo que dizem dele. Mas acima de tudo, vá por você, vá pela aventura, pelo desconhecido e pela quebra de paradigmas.

Quando voltar, passa aqui para nos contar como foi, queremos saber mais sobre seus caminhos, suas escolhas e tudo que houver entre eles. E desejamos que você continue na estrada 🙂 .