Não, nós não vivemos apenas de viajar, infelizmente 🙁 . Mas, quando não estamos na estrada gostamos de explorar lugares, descobrir atrações e comer em restaurantes diferentes em nossa própria redondeza. Não se engane, não foi sempre assim. Nós costumávamos ser bem bairristas, frequentávamos sempre os mesmos lugares, olhávamos sempre para as mesmas coisas.

Recentemente, depois de adotarmos uma rotina de viagens regulares, começamos a questionar alguns antigos paradigmas. Após conhecermos e nos apaixonarmos por algumas cidades semelhantes a nossa começamos a reparar que quando viajamos estamos muito mais abertos a experimentar coisas novas e ficamos com o olhar muito mais apurado aos detalhes. Se um olhar turista é capaz de nos fazer enxergar beleza nas coisas mais simples, então esse mesmo olhar poderia abrir nossos corações para o local onde vivemos.

São Paulo e região são ambientes caóticos e não fazem nenhum esforço para isso, com todos os problemas que existem aqui é fácil se sentir oprimido. Aqui o relógio não tem pena de ninguém. É difícil treinar o olhar para enxergar as pequenas coisas que tornam um mar de concreto em um mar de sorrisos, requer paciência, pratica e coração aberto, mas vale totalmente a pena. Aos poucos vamos encontrando lugares para chamar de nosso, restaurantes onde comemos rezando e enfim, a paz em meio ao caos. Claro que ainda ficamos aborrecidos com várias coisas, mas conseguimos encontrar beleza e momentos de prazer e felicidade que nos ajudam a segurar a onda.

Por isso abrimos um espaço no blog para dividir a Sampa turística que nós estamos aprendendo a ver e a amar. E desejamos do fundo do coração que você também faça isso da cidade onde vive. Abra o coração, experimente, sinta, viva os detalhes, seja um turista em tempo integral 🙂 .

Ah, não deixe de contar aqui pra gente o que a sua região tem de melhor, quem sabe a gente não te faz uma visita?